sexta-feira, 1 de maio de 2015

O DUQUE E EU

Resenha por Mara Carvalho


Título: O Duque e Eu
Autora:  Julia Quinn
Editora Arqueiro
Ano 2013
Páginas 282
Título Original: The Duke and I
Tradução: Cássia Zanon

Pontuação: 5/5   

Resenha: 

O livro é lindo, muito fácil a leitura, muitos momentos divertidos, outros românticos e alguns bem sensuais. Fiquei encantada com a descrição das cenas, personagens, e com a forma de envolver o leitor.
Estou verdadeiramente apaixona pela família Bridgerton e louca para ler os próximos livros. Com certeza Julia Quinn entrou para minha  lista de autores preferidos.
O Duque e Eu é o primeiro dos oito livros da série “Os Bridgertons” O número de  livros coincide exatamento com o número de filhos da viscondessa Violet Bridgerton, que foram batizados com nomes iniciados de acordo com a ordem alfabética: Antony, Benedict, Colin, Daphne, Eloise, Francesca, Gregory e Hyacinth.

Este livro tem como personagem principal Daphne a primeira das quatro filhas mulheres. A história se passa em Londres, no ano de 1813. Era comum neste período que os pais tentassem arrumar bons pretendentes aos filhos e filhas em idade de casar.
O livro inicia com o nascimento e a chocante vida de Simon Arthur Henry Fitzranulph Basset, conde de Clyvedon e futuro Duque de Hastings. Simon fora rejeitado por seu pai e carrega trauma e mágoa que o acompanham pela história, o que explica seu comportamento.
Apesar de tudo Simon segue sua vida rica, passeando pelo mundo, adquirindo conhecimento, amigos e, como todo rapaz solteiro avesso a compromissos, acumulando romances. O típico “libertino” como diziam as mães preocupadas da época. Simon vai para Londres e é convidado para vários bailes da temporada e é claro, torna-se o partido mais cobiçado das mamães ambiciosas e suas filhas.
Mas nem todas as moças querem agarram um marido a qualquer custo. Este é ocaso de Daphne, ela gostaria de se casar, mas que fosse um pretendente que tivesse sentimento por ela e não do jeito que as mães queriam, com aquela pressão toda. Aí  acontece um encontro casual entre Daphne e Simon e eles começam em uma amizade e uma armação, um falso namoro entre eles, uma mentira criada para afastar as pretendentes de Simon e aumentar o interesse por Daphne.
E aí eles começam a se conhecer a gente torce por um romance verdadeiro, os sentimentos aflorados, as inquietações envolvem a história.
Não posso deixar de falar em Lady Whistledown, um personagem sigiloso que escreve para o jornal e dá informações e palpites sobre quase tudo que acontece na sociedade, nos bailes e no dia a dia, fala sobre pessoa, roupas, comportamento quem namora com quem, quem deve ficar com quem. O que nem sempre agrada a quem é citado, tornando a leitura indispensável às moças e suas mães e é o centro das conversa durante as manhãs londrinas.
Como em todos livros desta série de Júlia Quinn, há cenas picantes.  Não é o foco principal e não compromete o livro.

O livro é fantástico!
Se você gostou da resenha vai amar o livro
Beijos e boa leitura!


ORDEM DE LEITURA DA SÉRIE:

Livro 1: O Duque e Eu
Livro 8: A caminho do altar *

* Títulos provisórios


Sinopse:

‘Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas.
Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível.
É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo. Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga.
A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta.

Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida.”




2 comentários:

  1. Excelente! Deu vontade de ler os livros! Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada! Todos são ótimos, você vai amar!

    ResponderExcluir

Querido leitor, está com dificuldade para postar um comentário?
Siga os passos:
1- Digite no quadro o seu comentário.
2- Em "comentar como" escolha a opção nome/URL e digite seu primeiro nome
3- Não precisa escrever na opção URL
4- Clique em publicar.

Se aparecer a frase "EU NÃO SOU UM ROBÔ", basta seguir as instruções e depois publique.

Bjs